Catarinense Bráulio Machado na Copa do Mundo FIFA Sub-17

Árbitro catarinense fala sobre sua convocação para atuar como árbitro de vídeo no mundial

Bráulio Machado – Crédito: Athletico Paranaense

Membro do quadro de árbitros da FIFA e filiado a Federação Catarinense de Futebol (FCF), o árbitro Bráulio da Silva Machado, de 40 anos, natural de Laguna e morador de Tubarão, irá atuar como árbitro de vídeo na Copa do Mundo Sub-17 da FIFA. A competição que será disputada no Brasil, acontece entre os dias 26 de outubro e 17 de novembro.

Em entrevista concedida com exclusividade ao Portal Engeplus, o árbitro comenta sobre a expectativa de trabalhar em uma Copa do Mundo, a responsabilidade em ser um árbitro FIFA e o futuro da arbitragem.

Portal Engeplus: Qual a expectativa sobre a sua participação como árbitro de vídeo na Copa do Mundo Sub-17 da Fifa, que será disputada no Brasil entre os dias 26 de outubro de 17 de novembro?

Bráulio da Silva Machado: Tenho uma boa expectativa. Após fazer parte do primeiro grupo de árbitros de vídeo no Brasil, com treinamentos iniciados há mais de 2 anos, hoje me sinto confiante e acredito que posso representar bem a arbitragem brasileira no mundial. Nesses últimos 2 anos pude atuar em competições nacionais e internacionais fazendo parte das equipes de vídeo nas duas últimas finais da Copa do Brasil e quartas de finais de Sul-americana e Libertadores. Apesar de poder comandar a cabine em muitas partidas, compreendo que estamos em processo de aprendizado contínuo e a precisão e agilidade virão com o tempo. Na Copa do Mundo estaremos com os instrutores e árbitros de todas as partes do mundo, recebendo informações, treinamentos, trocando experiências e adquirindo muito conhecimento.

Portal Engeplus: Você ingressou no quadro de árbitros da FIFA em 2019 e já neste ano assume a responsabilidade de trabalhar em uma Copa do Mundo. Você estava confiante na sua convocação?

Bráulio da Silva Machado: Sinceramente, por ser meu primeiro ano no quadro internacional confesso que minhas expectativas não eram grandes, afinal temos árbitros de muita qualidade e com muito mais tempo no quadro, brigando diretamente pelo processo do mundial. Mas em minhas orações pedia a Deus que se tivesse a oportunidade de ser voluntário, que iria com muita felicidade e ele me honrou com a convocação. Essa convocação é resultado de muito comprometimento e dedicação a arbitragem. Além do Mundial, neste ano tive a oportunidade de estrear na Sul-americana e na Libertadores, além de ser convocado para Sul-americano de Seleções Sub 17 em Lima, no Peru.

Portal Engeplus: Junto do árbitro assistente Kléber Lúcio Gil, você integra o quadro da FIFA. Recentemente vocês dois e também o árbitro Rafael Traci foram indicados para integrar o quadro 2020. Essas suas indicações, são reconhecimento dos anos dedicados a arbitragem?

Bráulio da Silva Machado: Santa Catarina tem indiscutivelmente um dos melhores quadros de arbitragem do Brasil, com muitos nomes de referência. O presidente da FCF, Rubens Renato Angelotti, vem dando todas as condições para que o departamento de arbitragem, através do diretor Marco Martins, realize treinamentos, cursos e pré-temporadas em todas as divisões, visando o aprimoramento contínuo e isso faz com que novos nomes surjam a cada mês. Para chegar a um nível internacional a dedicação é incondicional, por muitas vezes perdemos momentos em família devido as escalas e treinamentos, isso é duro, não é nada fácil. Por isso agradeço muito ao amor e a paciência que minha esposa Priscila e minha filha Laura tem por mim. Enfim, chegar ao quadro internacional é tocar o céu da arbitragem, somos em somente 10 árbitros FIFA no Brasil e fazer parte deste grupo tão seleto realmente é o maior reconhecimento que um árbitro pode ter em seu país.

Bráulio Machado – Crédito: Arquivo pessoal / Divulgação

Fonte: Portal Engeplus