Árbitros catarinenses do quadro FIFA recebem escudos na CBF

O presidente da Federação Catarinense de Futebol, Rubens Angelotti, e o diretor do Departamento de Arbitragem, Marco Antônio Martins, também compareceram no eventoPresidente e diretor de arbitragem da FCF com os árbitros durante cerimonia na CBF – Crédito: FCF

A CBF entregou as insígnias da FIFA aos 30 árbitros e árbitras nomeados para o quadro internacional em 2020. Em uma cerimônia realizada na Casa do Futebol Brasileiro, nesta segunda-feira (3), a elite da arbitragem brasileira foi congratulada pelo presidente da Comissão de Arbitragem da CBF, Leonardo Gaciba. Na sequência, foi apresentado um balanço do trabalho realizado no ano passado, com destaque para números e análises sobre a estreia do árbitro de vídeo (VAR) no Campeonato Brasileiro.

O árbitro conquista lugar no quadro na FIFA pelo desempenho no ano anterior. Logo, os brasileiros que representarão o país em partidas internacionais neste ano de 2020 alcançam a posição de destaque pelos êxitos alcançados na temporada anterior. O novo quadro da arbitragem brasileira que terá ou manterá o escudo da FIFA no peito é formado por 20 árbitros, sendo dez principais e dez assistentes, e dez árbitras, cinco principais e cinco assistentes.

Isso não é a vitória de um ano. É um trabalho que já vem sendo realizado há muito tempo. Alcançamos o número de 30 árbitros em nosso quadro. É um momento de muita responsabilidade e de trabalho – declarou Gaciba.

Evento da entrega das insígnias FIFA aos árbitros brasileiros na sede da CBF, na Barra da Tijuca – Créditos: Thais Magalhães/CBF

Quadro catarinense da FIFA

O evento contou com a presença dos quatro representantes de Santa Catarina no quadro da FIFA (Braulio Machado, Rafael Traci, Charly Wendy e Kleber Gil).

O presidente da Federação Catarinense de Futebol, Rubens Angelotti, e o diretor do Departamento de Arbitragem, Marco Antônio Martins, também compareceram no evento.

Confira currículo:

* Bráulio da Silva Machado – Aos 40 anos, o árbitro da Federação Catarinense está no quadro da SENAF desde 2012. Ele fez 18 jogos no Brasileirão Série A de 2019, sendo cinco deles como VAR, cinco da Copa do Brasil, sendo três como VAR, um da Série B, dois da C e um da D. Atuou em 30 partidas de competições organizadas pela CBF no ano passado.

* Charly Wendy Straud Deretti – Com 32 anos de idade, a árbitra fez duas partidas pelo Brasileirão 2019, cinco pela Série B, três pela Série D, uma pela Série C, cinco pelo Campeonato Brasileiro Feminino A1, duas pela Copa do Brasil Sub-17 e duas pelo Campeonato Brasileiro Feminino Sub-18. Trabalhou em 20 partidas da CBF na temporada 2019.

* Kleber Lucio Gil – Com 42 anos de idade, o assistente está desde 2001 na SENAF. Ele trabalhou em 23 partidas da CBF na temporada 2019, sendo 18 pelo Brasileiro Série A – quatro como AVAR – , três pela Copa do Brasil, uma pela Série C e uma pela Série D.

* Rafael Traci – Desde 2013 na SENAF, o árbitro de 38 anos trabalhou em 37 jogos da CBF na temporada 2019, sendo 27 pelo Brasileiro Série A – dez como VAR e um como AVAR -, oito pela Copa do Brasil – dois como VAR – e dois pela Série B.

A Federação Catarinense de Futebol parabeniza seus representantes por esse momento de prestígio. É importante também ressaltar o grande desenvolvimento da arbitragem do Estado sob a gestão do presidente Rubens Angelotti. Continuamos trabalhando para que a evolução seja constante.

O Sinafesc parabeniza os árbitros pela conquista e manutenção do escudo FIFA e deseja que todos representem da melhor maneira possível, e não temos duvidas disso, a arbitragem catarinense tanto a nível nacional quanto  internacional. 

Fonte CBF/FCF